Nos dias 20 a 22 de outubro os educandos de nossa Unidade Educacional participaram junto com outros jovens das diversas Unidades do SAGRADO - Rede de Curitiba, de uma missão regional em Piraquara, Região Metropolitana de Curitiba.

Foram dias de partilha de vida e vivência de fé. Hospedados nas casas de famílias da comunidade, em pequenos grupos dedicaram-se a evangelização nas casas, atividades com as crianças da catequese, além do envolvimento com os grupos de jovens das comunidades locais. Os missionários fizeram a experiência de confiança na Divina Providência. Com certeza foi uma experiência marcante para todos os participantes, que assim relatam:

 

“A vida é um acúmulo de experiências boas e ruins. Cada um tem a sua que é única e especial. Nesses três dias conhecemos um pedacinho da vida de muitas pessoas em Piraquara.

Suas preocupações são diferentes das nossas preocupações diárias. Eles se preocupam se vai ter comida na mesa, se chover vai molhar tudo por dentro, se tem água para tomar banho, se tem água limpa para beber, se o filho entrou no caminho errado; se encontrarão trabalho; e se essa luta diária vai acabar por causa de uma bala perdida. Nós aprendemos o valor da vida, gradecer por tudo o que temos, se reconhecer humildes, ver que meus desejos não são prioridades. Foi gratificante a partir do momento que nós missionários paramos de pensar que estamos indo ensinar, mas sim receber histórias; ver e compreender que a felicidade está na simplicidade. Que eles tem pouco mas são gigantes.” (Amanda Freezer EM 11)

 

“A missão foi incrível, dois momentos me marcaram muito:  a festa de um grupo de jovens, onde meninos e meninas jogavam a maconha que tinham no lixo, e também outra experiência de uma senhora que queria ir à Igreja porém sofria de muitas doenças. Aprendi que tenho tudo e não valorizo, as vezes estamos tristes por bobeira, lá a felicidade reina, uma simples bola alegra um dia inteiro de meninos e meninas. Devemos valorizar e agradecer a Deus todos os dias pelo o que Ele nos dá.” (Ilan Tamião EM 11)

 

“Um dos momentos mais marcantes foi quando entrei na casa de uma catadora de lixo, uma família bem simpática e pobre, que valoriza qualquer coisa que eles ganham, um livro de colorir por exemplo, quando eu entreguei o livro a criança chorou de alegria. Temos que valorizar qualquer coisa na nossa vida, qualquer ato, ou ajudar uma pessoa, quem sabe isso volta para você.” (Getúlio Costa EM12)

 

“Bom, o momento que mais me emociona, foi quando eu fui na casa de uma senhora que estava a 4 meses em coma, e ela não conseguia andar, o mais incrível de tudo isso, foi ver o tamanho da fé dela, pois nos momentos mais difíceis ela nunca deixou de ter fé e nem desistiu. O que aprendemos foi:  ter humildade, fé, união e simplicidade, isso é tudo para eles, temos que valorizar o que temos.” (Mariana Guimarães EM13)

 

“Após a missão realizada em Piraquara nos dias 20 a 22 de outubro, percebi que nós jovens apesar de todo apoio que temos da nossa família, muitas vezes não damos o menor valor. Pelo simples fato de estamos nesta escola, e recebermos uma educação considerada melhor, nos achamos melhores que os outros, porém ao chegar em Piraquara, acredito que eu e a maioria dos missionários estávamos com este pensamento, mas ao vivenciar a verdadeira realidade de um povo que apesar da falta de apoio tanto do governo, quanto da sociedade, é um povo que continua sorrindo, e acima de tudo com sua fé. Saio desta missão com um pensamento totalmente novo a respeito do mundo e acredito que esta foi uma das melhores experiências de vida que já presenciei.” (Leonardo Cardos EM 12)

 

“Então, ir fazer missão em Piraquara foi sem dúvida uma experiência maravilhosa, pois levamos um pouco da Palavra de Deus nas casas das pessoas.

E um do momentos que eu vivenciei lá foi quando uma senhora pediu para que nosso grupo entrasse em sua casa e chamasse seu filho para fazer parte daquele momento de oração, pois a senhora nos comentou em voz baixa que ele estava afastado de Deus e no caminho das drogas, ele do quarto respondeu que ficaria ali mesmo sem ser interrompido... E então enquanto continuávamos fazendo a oração na cozinha lançamos o convite de que ele participasse da festa missionária à noite. E logo depois disso na festa, descobrimos que na hora dos pedidos e agradecimentos ele se ajoelhou, rezou e foi o primeiro a jogar a droga no lixo. Bom e foi nessas horas que percebi o quanto valeu a pena a nossa presença lá e com certeza fizemos a diferença na vida daquelas pessoas e marcamos o caminho de cada uma delas.”(Naiara Santos EM 13)

 

“O mais incrível nessa missão, foi ver a fé e a união deles, mesmo não tendo muitas condições sempre estavam rezando e agradecendo a Deus por tudo o que tem. Vimos a realidade das comunidades de Piraquara é muito diferente da nossa realidade, nós temos muitas coisas mesmo assim reclamamos de tudo, nunca nada está bom o suficiente, já eles não tem muitas coisas mas estão sempre com um sorriso no rosto com as coisas que tem. O nosso pouco é o seu bastante, o nosso simples é o seu luxo.” (Gabriela Quirino EM13)


Galerias

Missão em Piraquara - álbum 3

Ver galeria

273182731727316273152731427313273122731127310273092730827307273062730527304273032730227301

Missão em Piraquara - albúm 2

Ver galeria

2728027279272782727727276272752727427273272722727127270272692726827267272662726527264272632726227261

Missão em Pirquara - álbum 1

Ver galeria

2730027299272982729727296272952729427293272922729127290272892728827287272862728527284272832728227281